Edições

Cadernos de Educação de Infância

Ao longo de mais de 25 anos, os Cadernos de Educação de Infância publicaram mais de 1000 artigos, entre práticas, investigações, reflexões e análises muito particulares de especialistas nacionais e internacionais da Educação de Infância.

Entrevistas, artigos científicos, opiniões e muitas notícias sobre o que acontece na educação de infância, enquadradas em edições impressas de grande qualidade gráfica e editorial, de onde se destacam todas as capas, fruto da colaboração gratuita de inúmeros ilustradores, fotógrafos, artistas gráficos, pintores e artistas plásticos em geral, são um precioso fundo para o estudo e compreensão da Educação de Infância em Portugal, ao longo dos últimos 30 anos.

Regulamento para publicação de artigos nos CEI

Se pretende enviar um artigo para analise e publicação nos CEI ou no repositório de conteúdos digitais (brevemente disponíveis neste sitio) envie uma mensagem com o texto anexo para comunicacao@apei.pt.

Consulte artigos publicados e o indíce de cada número.

CEI 5 (Janeiro/Março)

Editorial

Maria José Jardim

Pedagogia em Discussão
António Nóvoa e Ana Benavente

Juan e a Ludoterapia
Teresa Maria Vasconcelos

Pegando na Palavra

Gestão do Tempo no Jardim-de-infância
Miquelina Saraiva Lobo

Prática Situada

Brinquedos da Infância
Fernando Afonso

Prática Situada

Construindo uma Experiência de Educação num Bairro degradado
Maria José Jardim et all

Do Jogo Simbólico ao Jogo Dramático
Maria Marta Martins et all

Era uma vez um Pintor…
Herberto Helder

Recorte

Os Queijos de Alcaria
Francisca Alface das Neves

Educação no Mundo

A Criança no Mundo
Maria de Fátima Lusitano Leal

Educação no Mundo

É assim na Dinamarca...
Maria Carlos D’Ornellas

Prelo

Daqui e Dali

Associado da APEI

Assinante das edições da APEI

Infância na Europa:
Inglês
Português

Receba o Informapei em formato digital

Bairro da Liberdade
Lote 9 – Loja 14, Piso 0
1070-023 Lisboa

tel. 213 827 619/20
fax 213 827 621
tlm. 963 142 409

apei@apei.pt

Ver mapa localização





Apoiada pelo Ministério da Educação (no âmbito de protocolo de cooperação que consigna a afectação de recursos humanos)